Cristo Prestes A Voltar(Parte 2)

Como Voltará Jesus?

Virá Cristo outra vez?

R: E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também. S João 14:3

Como fala S. Paulo dessa vinda?

R: Assim também Cristo, oferecendo-se uma vez para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação. Hebreus 9:28

Pensavam os primeiros discípulos ser a morte a segunda vinda de Cristo?

R: Vendo Pedro a este, disse a Jesus: Senhor, e deste que será?
Disse-lhe Jesus: Se eu quero que ele fique até que eu venha, que te importa a ti? Segue-me tu.
Divulgou-se, pois, entre os irmãos este dito, que aquele discípulo não havia de morrer. Jesus, porém, não lhe disse que não morreria, mas: Se eu quero que ele fique até que eu venha, que te importa a ti? S. João 21:21-23
Disto é evidente que os primeiros discípulos tínham a morte e a vinda de Cristo como dois acontecimentos independentes um do outro.

“Por isso, estais vós apercebidos também; porque o Filho do homem há de vir à hora em que não penseis. Afirmam muitos que isso se refere à morte; mas a Palavra de Deus não diz que significa a morte. A morte é nosso inimigo, mas nosso Senhor tem as chaves da morte; Ele vecceu a morte, o inferno e a sepultura…

Cristo é o Príncipe da Vida; onde Ele está não existe morte; esta foge à Sua aproximação; os corpos sem vida ressurgem quando Ele os toca ou lhes fala. Sua vinda não é a morte. Ele é a ressurreição e a vida. Quando estabelecer Seu reino, não haverá mais morte, mas vida eterna” – A Segunda Vinda de Cristo, por D. L. Moody, págs. 10 e 11.

 

Por ocasião da ascenção de Cristo, como disseram os anjos que Ele voltaria?

R: E, quando dizia isto, vendo-o eles, foi elevado às alturas, e uma nuvem o recebeu, ocultando-o a seus olhos.
E, estando com os olhos fitos no céu, enquanto ele subia, eis que junto deles se puseram dois homens vestidos de branco.
Os quais lhes disseram: Homens galileus, por que estais olhando para o céu? Esse Jesus, que dentre vós foi recebido em cima no céu, há de vir assim como para o céu o vistes ir. Atos 1:1-9

Como disse Cristo mesmo que haveria de voltar?

R: Porque, qualquer que de mim e das minhas palavras se envergonhar, dele se envergonhará o Filho do homem, quando vier na sua glória, e na do Pai e dos santos anjos. S. Lucas 9:26

Quantos O verão quando vier?

R: Eis que vem com as nuvens, e todo o olho o verá, até os mesmos que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Sim. Amém, Apocalipse 1:7
A segunda vinda de Cristo será tão real quanto a primeira, e tão visível quanto foi Sua ascenção, e muito mais gloriosa. Espiritualizar a volta de nosso Senhor é perverter o claro significado de Sua promessa: “Virei outra vez,” e anular todo o plano de redenção; pois a recompensa dos fiéis de todas as épocas será dada por ocasião deste mais glorioso de todos os eventos.

 

Que admirável demonstração acompanhará a vinda do Senhor?

R: Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. I Tess. 4:16

Que advertiu Cristo quanto às falsas idéias no tocante à maneira de Sua vinda?

R: Então, se alguém vos disser: Eis que o Cristo está aqui, ou ali, não lhe deis crédito;
Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos.
Eis que eu vo-lo tenho predito.
Portanto, se vos disserem: Eis que ele está no deserto, não saiais. Eis que ele está no interior da casa; não acrediteis. S. Mateus 24:23-26

Quão visível será a Sua vinda?

R: Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até ao ocidente, assim será também a vinda do Filho do homem. S. Mateus 24:27

Teu Rosto Ver

Ethel Hosking

                                               Senhor Jesus, meu coração anseia

                                               O dia em que Teu rosto possa ver,

                                               E as dúvidas e dores esquecendo,

                                               A Tua graça eu possa compreender.

                                              Por compaixão ocultas Tua glória,

                                              Mas pela fé eu sinto Tua mão;

                                              Confio em Ti, pois sei que as minhas provas

                                              Hão de ajudar-me a obter salvação.

                                              O plano Teu, que agora não compreendo,

                                              Entenderei um dia, à Tua luz;

                                              Recordarei, por toda a eternidade

                                              O sacrfício feito sobre a cruz.

                                                      – Tradução de I. A. W

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s